(11) 5535-4695   

Newsletter

Receba as nossas notícias e novidades em seu e-mail:

Parceiros

FORMAÇÃO DE MEMBROS ANALISTAS JUNGUIANOS DO IJEP

O IJEP - Instituto Junguiano de Ensino e Pesquisa, tendo como visão a integração das dimensões do bom, do belo e do verdadeiro, presentes nas ciências das religiões, nas artes e nas ciências médicas e da saúde, disseminador da importância da filosofia na vida das pessoas e da base da obra de Jung, criou a FORMAÇÃO DE MEMBROS ANALISTAS JUNGUIANOS, visando, à luz psicologia analítica de Carl Gustav Jung, propiciar aos Profissionais em Formação os fundamentos teóricos e a prática do exercício profissional. Obviamente que, pela perspectiva junguiana, jamais poderemos integrar o bom, o belo e o verdadeiro, sem o reconhecimento das suas antinomias, na forma do mal, do feio e do falso ou mentiroso, porque sem a descida aos infernos para que a sombra seja encarada, jamais poderemos compreender a totalidade. 

 

Objetivos

Formar membros analistas na abordagem da psicologia analítica de Carl Gustav Jung, num contínuo processo de aperfeiçoamento e aprimoramento, visando a difusão e o aprofundando da prática e da obra Junguiana, que é a arte do encontro de duas almas em busca do processo de individuação. Para tanto, a formação do analista não pode limitar-se aos conhecimentos teóricos, mas necessita expandir-se para sua capacidade de entregar-se no seu próprio processo de análise, encarando sua sombra, para poder promover essa experiência no seu cliente.

 

Por que fazer esta Formação?

Jung utilizou a linguagem metafórica da alquimia fazendo a correspondência do processo de transformação do chumbo, que é denso, vil e corrupto, na sua dimensão áurea, que é refinada, nobre e incorruptível. Assim, essa arte não pode ser aprendida academicamente, mas vivencial, empírica, artística e amorosamente, exigindo tanto do analista quanto do analisando em formação, o contínuo compromisso de compreensão da natureza humana, por meio das suas mais variadas expressões presentes nas produções oníricas, filosóficas, antropologias, sociologias, religiosas, artísticas, históricas, culturais e geopolíticas.

 

Diferenciais:

- O analista em formação terá seu nome no site do IJEP, tendo assim sua divulgação profissional para os interessados que buscam profissionais por este site para sua análise, além de receberem a indicação da nossa demanda de clientes sociais.

- Para os Formados que desejarem continuar filiados ao IJEP, a indicação de seu nome seguirá na home page.

- A FORMAÇÃO é extensiva a todos os pós-graduados no curso de Psicologia Junguiana do IJEP, independente da sua formação de origem não ser medicina ou psicologia, como acontece com outras sociedades internacionais. (no final desta página colocamos dois parágrafos aprofundando este tema).

- O membros analistas formados poderão dar supervisões aos alunos do curso de especialização de Psicologia Junguiana.

 

 Pressupostos:

O candidato a membro analista, para fazer a FORMAÇÃO DE MEMBROS ANALISTAS JUNGUIANOS necessita:

 

- Filiar-se ao IJEP como analista em treinamento, fazendo uma contribuição anual;

- Ter concluído ou estar fazendo o curso de pós-graduação lato-sensu que titula especialistas em Psicologia Junguiana oferecido pelo IJEP, com certificação de uma instituição do ensino superior - IES;

- Enviar seu pedido de ingresso no processo de FORMAÇÃO expondo suas motivações e disponibilidade para a formação pretendida;

- Anexar um inventário existencial contemplando aspectos de sua persona e da sua sombra, de três a cinco laudas.

- Após análise do seu pedido pelo colegiado do IJEP o candidato, caso aprovado, ingressará no processo de formação.

 

Pré-Requisitos da Formação:Este curso de FORMAÇÃO pode levar de 3 a 6 anos, de acordo com o cumprimento a seguir:

- 150 horas de Supervisão em grupo (que deverá ser feita além das 100 horas da supervisão em grupo realizadas durante o curso de especialização*);

- 20 horas de Supervisão Individual com membro analista didáta do IJEP (o qual deverá ser diferente do psicoterapeuta);

- Orientação de trabalho monográfico e publicação de conteúdo: 30 horas, que podem ser realizadas conjuntamente com o supervisor individual, e/ou psicoterapeuta;

- Produção de, no mínimo, dois artigos de duas a quatro laudas por semestre, para serem publicados nas mídias sociais e no site do IJEP.

- Atendimento psicoterapêutico individual: 300 horas (para que o analista em formação pratique seus conhecimentos teóricos) - O IJEP poderá encaminhar os incritos para o atendimento social aos analistas em formação;

- Psicoterapia Individual: 180 horas de análise individual com membros didatas do IJEP; com frequência semanal, em sessões presenciais ou por Skype (neste caso é necessário 30% das sessões presenciais).

- 28 créditos em cursos de extensão de aprimoramento ou aprofundamento, oferecidos pelo IJEP.

- Participação nas atividades culturais e acadêmicas do IJEP.

* Caso o candidato não fez essas 100 horas da especialização, terá que fazer 220 horas.

Observações:

Cada curso de extensão tem duração de 32 horas e vale seis créditos e os cursos de aprimoramento ou aprofundamento podem ter 8; 16 ou 24 horas de duração, valendo um crédito e meio ou três ou quatro créditos e meio respectivamente.

Dos vários cursos que serão oferecidos durante a formação, quatro deles serão obrigatórios* e os demais o analista em treinamento pode escolher livremente, até completar seus 28 créditos.

No decorrer da FORMAÇÃO cada um destes cursos será oferecido durante a semana em horários diversos e aos sábados.

 

*Créditos obrigatórios:

- Psiquiatria clínica, diagnóstico e terapêutica contemporâneos, e a psicopatologia simbólica.

- Desenvolvimento da personalidade, o processo de individuação e seus símbolos.

- Mitos e contos de fadas, compreensão psicológica e psicossomática.

- Sonhos, compreensão psicológica na perspectiva clínica.

 

Estimativa de Investimento para a Formação de Membro Analista*:

- Anuidade IJEP - R$ 250,00

- Valor das sessões individuais de análise - R$ 300,00 (cada)

- Valor da supervisão individual - R$ 300,00 (cada)

- Valor das supervisões em grupo - R$ 300,00 a hora para ser rateado pelos participantes.

- Valor de cada crédito (8 horas aulas) R$ 290,00

*Valores máximos praticados pelos membros analistas e didatas, negociável ou não, com cada profissional.

 

Membros didatas:

- Ajax Perez Salvador

- Ercilia Simone Dalvio Magaldi

- Lilian Wurzba Ioshimoto

- Margareth Lury Yoshikawa

- Maria Cristina Mariante Guarnieri

- Maria Teresa Nappi Moreno

- Santina Oliveira Rodrigues

- Waldemar Magaldi Filho

 

FORMAÇÃO DE MEMBROS DIDATAS JUNGUIANOS DO IJEP

Objetivos:

Formar membros didatas na abordagem da psicologia analítica de Carl Gustav Jung, para contribuírem na formação de membros analistas e de outros didatas do IJEP.

Pressupostos:

O candidato a membro didata deve ter cumprido todos os pré-requisitos da formação de membro analista e ter, preferencialmente, titulação de doutor.

Formação:

Nesta fase o analista didata em formação deverá cumprir, sem contabilizar os créditos e horas exigidos para a formação de membro analista, as seguintes atividades, começando a serem contabilizadas após seu ingresso oficial como membro didata em formação:

  • 120 horas de Supervisão em grupo, com membro didata do IJEP.
  • 60 horas de Supervisão Individual com membro didata do IJEP, diferente do psicoterapeuta
  • 100 horas de análise individual com membro analista didata do IJEP.
  • Ministrar 24 horas de aulas nos cursos de pós-graduação do IJEP, sob a tutoria de algum membro didata.
  • 16 créditos em cursos de extensão, aprimoramento ou aprofundamento, diferentes dos realizados na formação de membro analista.
  • Participação das atividades culturais ou acadêmicas do IJEP.

Após análise do seu pedido de titulação como membro didata pelo colegiado do IJEP o candidato, caso aprovado, deverá apresentar publicamente aos membros filiados do IJEP uma produção de sua autoria, previamente definida durante seu processo de formação.

Casos excepcionais e exceções na redução de exigências, tanto para o ingresso de membros analistas quanto de membros didatas, serão analisados pontualmente pelo colegiado do IJEP, levando-se em consideração as titulações em outras instituições, notório saber, carta de apresentação de analistas e supervisores, reconhecidamente analistas junguianos, e outros aspectos relevantes que comprovem o engajamento, o conhecimento e a prática na psicologia analítica.

Considerações finais:

O grupo de fundadores do IJEP - Instituto Junguiano de Ensino e Pesquisa ministra cursos de pós-graduação em várias cidades brasileiras desde 1988. Somos os pioneiros, no Brasil, nesta modalidade de ensino e divulgação da obra e da prática Junguiana, sempre comprometidos e fiéis com a produção original de C. G. Jung . Levamos esse conhecimento a todos os alunos interessados neste construto ideológico, independente da sua graduação de origem. Essa sempre foi nossa marca diferencial, por sermos independentes das amarras que as sociedades de psicologia analítica brasileiras impõem exigindo que seus alunos tenham formação de psicologia ou medicina. Essa determinação arbitrária, para nós, é totalmente infundada porque para Jung a meta do seu trabalho era criar um método psicoterapêutico da alma e para a alma.

O foco do processo de individuação é fazer com que o indivíduo conquiste a ampliação da consciência suficiente para encontrar o sentido e o significado da sua existência, que está no âmago do seu ser. Para tanto, é necessário transcender a psique subjetiva, dominada por questões territoriais, sombras e complexos, advindos da dimensão temporal com influências e interferências da família de origem e das relações interpessoais, estimulando-o a incluir o inconsciente coletivo, nomeado por Jung de psique objetiva, dando vazão e continuidade a toda história da evolução da consciência humana e do fazer anímico e espiritual, desfrutado por todos na nossa realidade presente. Sendo que, para conquistarmos essa dimensão, é necessário o conhecimento histórico da expressão da alma, presentes nas artes, religiões e reflexões filosóficas e, infelizmente, isso não é oferecido nos cursos de graduação de psicologia e muito menos nos de medicina. Por essas razões, não concordamos com essa limitação, colocando-nos alinhados com muitas outras associações internacionais que ensinam e formam analistas junguianos, sem terem a formação de medicina ou psicologia, assim como o próprio Jung fazia e incentivava, como nos casos de Emma Jung, Marie Louise Von Franz, entre outros.

Sugeriemos a leitura desse texto:

http://www.ijep.com.br/index.php?sec=artigos&id=283&ref=formacao-de-analista-junguiano-no-brasil*#conteudo

 

Newsletter

Receba as nossas notícias e novidades em seu e-mail:

Parceiros